Júri

Manuel Alegre de Melo Duarte, Presidente do júri (Águeda, Portugal, 1936), estudou Direito na Universidade de Coimbra, onde foi activo dirigente estudantil. Destacada figura da resistência, esteve preso e passou dez anos no exílio. «Praça da Canção» e «O Canto e As Armas», apesar de proibidos, circularam clandestinamente. Muitos dos seus poemas foram musicados e cantados. Deputado, vice-presidente da AR, é membro do Conselho de Estado. Escritor e poeta, recebeu entre outros, o Prémio Pessoa, o Grande Prémio de Poesia da APE e o Prémio Dom Dinis pelo seu último livro «Doze Naus», Foi criada na Universidade de Pádua uma cátedra com o seu nome sobre literatura portuguesa. Em 2017 foi distinguido com o Prémio Camões, o mais importante prémio literário de língua portuguesa.

 

José Carlos Seabra Pereira é Doutor pelas Universidades de Poitiers e de Coimbra, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e na Universidade Católica Portuguesa. Investiga e lecciona nas áreas de Teoria Literária e Literatura Portuguesa Moderna, de Estudos Camonianos e de Estudos Pessoanos (cadeira que criou na Universidade de Coimbra). É Coordenador Científico do Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos (CIEC) e director da revista Estudos (CADC). Autor de dezenas de obras e centenas de ensaios e conferências (sobretudo sobre Decadentismo, Simbolismo, Neo-Romantismo e Modernismo), obteve o Prémio de Ensaio Jacinto do Prado Coelho da AICL - 2015 com o livro Aquilino - a escrita vital  e o Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho 2016 da APE com o livro O Delta Literário de Macau. Membro do Conselho de Patronos da Fundação Arpad Szenes/ Vieira da Silva, do Conselho Administrativo da Fundação Inês de Castro, do Conselho Editorial da Babel, do Conselho Redactorial da Brotéria, etc. Foi membro do Conselho Geral da Universidade de Coimbra, Presidente da Comissão Científica do Grupo de Estudos Românicos, Director do Instituto de Língua e Literatura Portuguesas e Membro da Comissão Coordenadora do Conselho Científico da FLUC.

 

Lourenço Joaquim da Costa Rosário (Marromeu, Moçambique, 1949) é doutorado em Letras e licenciado em Filologia Românica pela Universidade de Coimbra e Bacharel em Filologia Românica pela Universidade de Lourenço Marques, foi Reitor, e fundador, da Universidade Politécnica de Maputo, Professor Convidado na Universidade Eduardo Mondlane, na mesma cidade, Professor Associado na Universidade Nova de Lisboa e Professor Catedrático na Universidade de Lecce, Itália. Publicou várias obras e tem mais de uma centena de artigos e entrevistas publicadas em jornais, revistas científicas e informativas, sobre diversos temas. É Mestre de Conferências na Universidade de Santiago de Compostela, em Espanha, e na Universidade de Hamburgo, na Alemanha. Para além de outras funções ligadas à defesa e preservação da língua portuguesa, faz também parte do seu vastíssimo currículo a Presidência do projecto Fundo Bibliográfico da Língua Portuguesa. Foi membro do Júri do Prémio Camões em 2003 e 2004 e do Concurso Ernst & Young 2007.

 


Nuno Júdice nasceu no Algarve, em 1949.  Professor universitário, assumiu em 2009 a direcção da revista «Colóquio-Letras» da Fundação Calouste Gulbenkian. Publicou o primeiro livro em 1972 e é um dos mais importantes nomes da poesia portuguesa contemporânea. Recebeu os mais importantes prémios de literários nacionais e internacionais, entre os quais: Pen Clube (1985), Prémio D. Dinis da Fundação Casa de Mateus (1990), da Associação Portuguesa de Escritores (1995), Bordalo da Casa da Imprensa (1999), Cesário Verde e Ana Hatherly (2003)e Fernando Namora (2004) .  Em 2013 recebeu em Espanha o Premio Reina Sofia de Poesia Ibero-Americana, em 2014, no México, o Premio de Poesia del Mundo Latino e em 2015 o Premio Argana da Maison de la Poésie de Marrocos e Prémio Literário Fundação Inês de Castro – Tributo de Consagração. Já em 2016, recebeu em Itália o Prémio internacional de Poesia Europa in Versi/Prémio Carreira.


Isabel Lucas é jornalista e critica literária. Começou a fazer jornalismo na televisão e passou entretanto pelas redacções de alguns dos principais jornais e revistas portugueses. Freelancer desde 2012, escreve regularmente para o jornal Público, colabora com a revista Ler, com a Antena 1 e Antena 3, e tem publicado em diversas publicações nacionais e internacionais. Entre muitos dos seus trabalhos em várias áreas jornalísticas, destaque para reportagens e entrevistas com alguns dos mais celebrados autores americanos. Em 2016 viajou pelos Estados Unidos durante um ano, um viagem a que partiu da literatura para tentar entender a complexa realidade deste país continente. Disso resultou o livro Viagem ao Sonho Americano publicado em Portugal em Junho de 2017. É ainda autora do livro Isabel Lucas, conversas com Vicente Jorge Silva (Temas e Debates, 2013. Desde 2011 vive entre Lisboa e os Estados Unidos. É curadora em Portugal da edição de 2018 do Prémio Oceanos


Paulo Werneck é editor de livros, jornalista e tradutor literário. Desde 2017, edita a revista Quatro Cinco Um, especializada na cobertura de livros. Traduziu Zazie no Metrô, de Raymond Queneau, A espuma dos dias, de Boris Vian, e Persépolis, de Marjane Satrapi, entre outras obras. Em 1999, publicou Cabras - Caderno de viagem, com Antonio Prata, Chico Mattoso e Zé Vicente da Veiga, livro que em 2002 ganhou nova edição, com prefácio de Antonio Candido. Editou, com Chico Mattoso, a revista literária independente Ácaro. Com 11 anos de experiência em editoras, trabalhou na Companhia das Letras e Cosac Naify, tendo participado da elaboração do manual de edição e estilo de ambas. Foi o editor responsável pela criação do caderno Ilustríssima, da Folha de S.Paulo (2010-13). Entre 2014 e 2016, foi o responsável pela curadoria de três edições da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip). É membro da Comissão Consultiva da Universidade do LivrPau.


Ana Paula Tavares Ana Paula Tavares nasceu na Huíla, Sul de Angola, em 1952.  É historiadora, tendo obtido o grau de Mestre em Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e com doutoramento em História e Antropologia. Além de poesia e crónicas tem também publicados estudos sobre a História de Angola e está presente em diversas antologias em Portugal, Brasil, França, Alemanha, Espanha e Suécia.


 
Rua Cidade de Córdova, 2 (mapa)
2610 - 038 - Alfragide
Portugal

Telefone: +351 21 427 22 00
Telefone de texto para surdos: +351 21 427 22 73
Fax: +351 21 427 22 01

© 2008 - Leya - Todos os direitos reservados | Política de privacidade