Academia das Ciência de Lisboa assinala os 50 anos de "O Canto e as Armas"
04 Mai 2017
A Academia das Ciências de Lisboa, a exemplo que do que já havia feito no ano passado com Praça da Canção, comemorou esta quinta-feira, 27 de abril, os 50 anos de O Canto e as Armas, o segundo livro de Manuel Alegre, publicado pela primeira vez em 1967, e cuja edição definitiva, com prefácio de Mário Cláudio, foi recentemente editada pela Dom Quixote.

 

Para além de Artur Anselmo, presidente da Academia, e do próprio Manuel Alegre, intervieram ainda o ensaísta e crítico literário Eugénio Lisboa, que falou sobre a importância e o significado de um livro singular na história da poesia portuguesa contemporânea.


Aquele que foi considerado o livro de uma geração, porventura o mais cantado e musicado, foi também anunciador do 25 de Abril muito antes da revolução dos cravos ter sido uma realidade, como o prova o poema Poemarma, onde a dado passo podemos ler:

 

Que o Poema seja microfone e fale

uma noite destas de repente às três e tal

para que a lua estoire e o sono estale

e a gente acorde finalmente em Portugal

 
Rua Cidade de Córdova, 2 (mapa)
2610 - 038 - Alfragide
Portugal

Telefone: +351 21 427 22 00
Telefone de texto para surdos: +351 21 427 22 73
Fax: +351 21 427 22 01

© 2008 - Leya - Todos os direitos reservados | Política de privacidade